Arquivo da tag: Zeami

Trecho de “O Espelho Da Flor”

“Olhando as plantas em flor, perguntamo-nos: porque se simboliza por uma flor todas as coisas do mundo? É pela sua existência efêmera que se gosta delas, elas só florescem durante uma estação, são raras. De igual modo, o Nô fala ao coração e suscita o interesse. A flor, o interesse e a raridade, eis a maravilha do Nô. Florir e murchar são inevitáveis: é o que torna as flores maravilhosas. O encanto do Nô, a sua flor, encontra-se na virtude da mudança. O Nô nunca é estático, transforma-se sem cessar, como a flor, e é esta mudança que o torna tão raro. No entanto, é necessário respeitar as suas regras e evitar a extravagância, mesmo na demanda da raridade ou da novidade. Após todos os exercícios, no momento de apresentar um Nô, é preciso escolher de acordo com a situação. De entre todas as flores, só é verdadeiramente rara aquela que eclode no seu quadro temporal. Do mesmo modo, se aprendestes bem as numerosas técnicas das artes, escolhereis adaptando-vos à época e ao público; será como uma flor na sua estação. As flores de hoje são semelhantes às do ano passado. Assim, o Nô, mesmo tendo já sido visto antes, ou inscrevendo-se num repertório importante, retornará, após a passagem do tempo, igualmente raro.”.

Zeami Motokiyo

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Zeami

(Trad. Helena Barbas).

Livro Zeami: Cena e pensamento Nô.

Hoje comecei a leitura do livro da pesquisadora Sakae Murakami Giroux intitulado:  “Zeami: Cena e pensamento Nô”. Zeami Motokiyo (1363–1443) foi uma das figuras mais importantes das artes cênicas japonesas, desenvolveu todo um universo, aproximou a arte do Nô ao Zen e escreveu grandes tratados teóricos sobre interpretação, dança, máscaras,   espiritualidade através da arte. Quem não o conhece vale a pena dar uma pesquisada na net, provavelmente ainda vou falar muito sobre ele aqui no site, tenho a impressão que as ideias de Zeami estão muito ligadas ao Butoh, seja através da assimilação de alguns de seus princípios  ou então fazendo o contrário, subvertendo radicalmente com  a forma tradicional do teatro japonês.

livro-zeami-cena-e-pensamento-n-sakae-m-giroux_MLB-O-3290398837_102012

O livro da professora é uma joia,  estou bem no comecinho, a  leitura não é fácil, muitas vezes me faltam algumas referências para entender com mais profundidade o assunto, mesmo assim,  pra mim, é leitura obrigatória…com 376 páginas e publicado pela editora Perspectiva o livro não é difícil de ser achado nos sebos virtuais. Bora ler?!

(continua)

.